Como resistir ao Happy Hour

Quem segue um plano alimentar saudável durante semana toda sabe o quanto é difícil manter esse mesmo padrão durante o Happy Hour, quando todos seus amigos te chamam pra dar risada, curtir um momento de descontração e muitas vezes é também um ambiente para fechar novos negócios e fazer contatos comerciais, certo?

São várias as tentações que passam pelos olhos e que muitas vezes comprometem o esforço de uma semana inteira.

Mas o que fazer para aproveitar sem cometer aquela famosa “jacada”?

blogG

Eu consegui aplicar ao meu estilo de vida experiências que foram muito eficazes e que gostaria de compartilhar então tais dicas.

- Não exagere nos petiscos e álcool

Segundo estudos de revisões bibliográficas, constatou-se que o álcool é apontado como estimulador de apetite. Estudos que verificaram o consumo alimentar realizado uma hora após ingestão alcoólica confirmaram esse dado (Yeomans, 2004). Sendo assim, precisamos prestar atenção ao que estamos comendo e não simplesmente devorar as porções geralmente gordurosas e bastante calóricas.

Existem opções leves e nutritivas como saladas, grelhados em tiras, vegetais em palitos, espetinhos de grelhados, entre outros, que podem ser de grande valia nesses momentos.

Claro que o drink também deve ser bem escolhido. Se não quiser resistir ao consumo de álcool, pré determine quantos drinks consumirá e se comprometa com essa meta.

Vale compartilhar com vocês, que estudos  demonstram que o álcool é uma fonte de energia diferente de todas as outras, pois não pode ser estocado no organismo. Como uma substância tóxica, deve ser eliminado imediatamente. Assim, o álcool tem prioridade no metabolismo, alterando outras vias metabólicas, incluindo a oxidação lipídica, o que favorece o estoque de gorduras no organismo, que se depositam preferencialmente na área abdominal. (Lands, 1993; Suter et al., 1997; Suter, 2005).

- Se alimente bem durante o dia

Não deixe para fazer uma super refeição durante o Happy Hour. Mantendo os bons hábitos durante o dia de fazer um bom café da manhã, lanche da manhã, almoço e lanche da tarde, as chances de chegar morrendo de fome e atacar tudo que vir pela frente, será muito menor.

- Lembre-se que o final de semana está aí

Geralmente o Happy Hour é o primeiro “evento” do final de semana e geralmente acabamos tendo vários outras ocasiões gastronômicas durante o final de semana como aniversários, casamentos, festas, almoço de Domingo com familiares e sendo assim, vale programar bem o final de semana, saber o que nos espera, para realmente não colocar a semana inteira em risco, por conta de “escapadas” constantes em um mesmo final de semana.

 

O principal é não sentir culpa e buscar o equilíbrio com certeza, não devemos nos privar de tudo, mas não podemos exagerar, caso contrário estaremos sempre estagnados nos resultados e isso acaba causando uma certa desmotivação. Não sentir culpa é fundamental, pois esse sentimento acaba muitas vezes sendo um auto boicote para perdemos o controle e pensarmos que por já ter cometido um leve deslize e ter “colocado tudo à perder” podemos sim comer tudo errado durante o dia inteiro e o final de semana todo.

Precisamos ter consciência de nossas atitudes e decisões, para saber que mesmo fazendo uma escolha não tão saudável às vezes, estamos centrados e equilibrados, consumindo uma porção que não nos prejudicará ou comprometerá nenhum objetivo.

Sempre que possível, conversem com seus profissionais da área de saúde, como eu faço, que com certeza o resultado positivo permanecerá em constante evolução.

Beijos e até semana que vem!

Wellness Coach Liv Gitahy

Referências:

Lands, W.E.M. – A summary of the workshop: alcohol and calories: a matter of balance. J Nutr 123: 1338-1341, 1993.

Suter, P.M. – Is alcohol consumption a risk factor for weight gain and obesity? Crit Rev Clin Lab Sci 42(3): 197-227, 2005.

Suter, P.M.; Hasler, E.; Vetter, W. – Effects of alcohol on energy metabolism and body weight regulation: is alcohol a risk factor for obesity? Nutrition Reviews 55(5): 157-171, 1997.

Yeomans, M.R. – Effects of alcohol on food and energy in human subjects: evidence for passive and active over consumption of energy. Br J Nutr: 92 (suppl 1): S31-34, 2004.

Deixe seu comentário