DIA DO LIXO

Por Nutricionista Daniel Coimbra

Vamos falar um pouco sobre o dia do lixo, será que ele realmente é válido? Ou melhor, será que ele ajuda mais que atrapalha? Ou atrapalha mais que ajuda?

Eu não sou a favor de passar um dia inteiro comendo besteira, com certeza haverá prejuízo para sua composição corporal, mesmo sendo apenas um dia isso ocorre porque um dia inteiro de porcarias, principalmente carboidratos de alto índice glicêmico (como é o caso dos doces e massas) pode mexer consideravelmente nos seus níveis de insulina (hormônio que em altos níveis inibe a queima de gordura). A insulina pode demorar dias para voltar aos seus níveis normais após um dia inteiro de estrago, resultando em um menor potencial de queima de gordura até três dias após. Fora isso, existem dois hormônios chamados de leptina e grelina, que são responsáveis por regularem a sensação de saciedade e fome respectivamente. Quando ocorre um dia do lixo por semana a função desses hormônios são comprometidas e o indivíduo tende a sentir mais fome ao longo da semana, o que diminui sua adesão a dieta.

Então não vamos passar um dia inteiro comendo porcaria, mas uma ou duas refeições é aceitável dependendo do nível do paciente, pois não trará grandes prejuízos a saúde. Quando for fazer essa refeição fora da dieta, escolha pratos mais proteicos, e principalmente se estiver na fase de definição, evite doces e massas que não sejam integrais. Essa combinação reduzirá os picos de insulina, reduzindo os prejuízos causados por essa “saidinha”.

Então galera é isso ai, vamos segurar a dieta que os ótimos resultados são bem mais recompensadores que o prazer momentâneo de comer alguma guloseima!

BLOG-CTA

Deixe seu comentário