Obesidade cresce no país e atinge quase metade da população

Pesquisa apresentada pelo Ministério da Saúde mostra crescimento de obesidade entre adultos.

Obesidade atinge metade da população

Estudo que teve inicio em 2006, mostrou que na época 42,7% dos adultos brasileiros eram acima do peso, identificados com índice de massa corporal (IMC) de 25 ou mais. Já em 2011, o estudo mostrou um aumento nessa taxa, passando para 48,5%.

Uma das capitais onde apontam maior índice de população obesa é Curitiba que esta na 8ª colocação com maior índice de obesidade, sendo 50% da população com IMC igual ou maior que 25.

O estudo mostra que a obesidade ou excesso de peso nos brasileiros é na maioria das vezes ligado a fatores como envelhecimento. A idade segundo o estudo do Ministério da Saúde indica que esse fator possui grande influencia nos resultados, ainda mais quando observado sobre as mulheres.

Quer fugir dessa estatística? Confira aqui algumas dicas que podem ajudar.

O levantamento mostrou que 25,4% das mulheres com idade de 18 a 24 anos possui peso acima do normal. Esse numero aumenta para 39,9% nas mulheres que tem idade de 25 a 34 anos, chegando aos 55,9% entre as de 45 a 54 anos. Já nos homens o estudo mostra problemas relacionados à obesidade começando muito mais cedo, atingindo 29,4% dos 18 aos 24 anos. Já os homens entre 25 e 34 anos, os resultados quase que dobram, atingindo 55%. Entre os de 35 a 45 anos, o valor chega aos impressionantes 63%.

Hábitos que contribuem para o aumento de peso

Segundo o levantamento feito pelo Ministério da Saúde, um dos principais fatores para esses resultados podem ser observados pelos hábitos dos brasileiros que segundo o estudo é preocupante. O estudo mostrou que o consumo de gordura saturada pelos brasileiros é inadequado e em excesso, sem contar que 56,9% dos entrevistados bebem leite integral regularmente. Um dos fatores mais preocupantes e que desperta bastante atenção é o consumo de refrigerante, 29,8% da população em geral consome a bebida ao menos cinco vezes por semana.

Consumo de álcool aumenta entre letrados

A pesquisa também apontou uma estatística curiosa, revelando que o consumo abusivo de álcool é maior entre pessoas com mais de 12 anos de estudo. O resultado é ainda mais expressante quando observado entre as mulheres que varia de 11,9% entre as que possuem 12 ou mais anos de estudos e 7,6% entre as que têm até oito anos.

Confira abaixo a tabela com os Riscos e Proteção para esses problemas:

 

Por Fábio Colatto, Jornalista.

 

NOTA: O artigo acima escrito foi elaborado por especialistas do Corpo Ideal Suplementos e está protegido por lei dos direitos autorais. A cópia do mesmo acarretará crime conforme prescrito em lei.

Deixe seu comentário