Whey Protein. Nutricionista conta tudo!

A Nutricionista Mariana Ferri d’ Avila conta que nos dias atuais, onde o culto ao corpo e à saúde estão em evidência, destaca-se o uso de suplementos alimentares como forma de aperfeiçoar o alcance de metas individuais e, dentre esses suplementos, o mais consumido e mais conhecido é o Whey Protein (proteína do soro do leite).

Definição de whey protein e sua origem

Whey Protein é a proteína do soro do leite não desnaturada, ou seja, é a porção aquosa do leite, comum de vermos em processos de fabricação de queijos.

Essa proteína possui baixo peso molecular e alto valor biológico, ou seja, é muito aproveitada pelo nosso organismo.

Como toda proteína é formada por aminoácidos, o Whey Protein não é diferente. Em sua composição estão presentes todos os aminoácidos necessários para a síntese proteica (formação de massa muscular).

Ao contrário do que muitos pensam, o consumo do Whey Protein é muito antigo, originado na Grécia com Hipócrates. Depois dessa descoberta, no período da Renascença Italiana surgiram ditados populares, como por exemplo:

“Chi vuol viver sano e lesto, breve scotta e cena presto” (Quem quiser viver sadio e saudável, beba whey e jante cedo)

Porém, apenas em 1993, o uso desse alimento foi direcionado ao meio esportivo através da confecção do primeiro Whey Protein instantâneo com sabores.

Benefícios de whey protein:

A Whey Protein pode ser considerado um alimento funcional, ou seja, aquele que promove inúmeros benefícios à saúde e boa-forma física. Dentre as funções desse suplemento, destacam-se:

  • Devido seus componentes biológicos (lactoferrina, beta-lactoglobulina, alfa-lactoalbumina, glicomacropeptídeos (GMP) e imunoglobulinas), podemos relacioná-lo com a melhora da imunidade. Sabemos que é muito comum pessoas que fazem exercícios moderados a intensos apresentarem diminuição do funcionamento do sistema imunológico, aumentando riscos de infecções e inflamações. Sendo assim, o uso apropriado do Whey Protein pode ajudar a evitar tais situações.
  • Quando consumido em doses corretas, a whey atua como anti-oxidante prevenindo o envelhecimento precoce e doenças como câncer, hipertensão arterial e diabetes. Essa função deve-se a conversão intracelular do aminoácido cisteína em glutationa (poderoso antioxidante). No entanto, se consumido em doses excessivas, pode ter efeito contrário, agindo como pró-oxidante.
  • Muitos estudos têm mostrado que os atletas que precisam ganhar peso e massa muscular necessitam de mais proteínas do que uma pessoa normal, onde a suplementação de whey protein é uma via fácil e prática, além de sua excelente qualidade amino acídica. Isso ocorre porque quando nos exercitamos, nossa demanda por proteína e aminoácidos aumenta para que a reparação dos músculos aconteça.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O PDF COMPLETO: TUDO SOBRE WHEY PROTEIN

Deixe seu comentário