Creatina: quais são os tipos e qual é a sua função no corpo?

Atualmente, muitas pessoas fazem o uso de suplementos para melhorar o condicionamento físico e acelerar resultados obtidos por meio de dietas e exercícios físicos. Isso é muito comum no caso de atletas de alto desempenho. Eles usam esses suplementos para ficarem ainda mais fortes e saudáveis. 

Um deles é a creatina, que pode ser encontrada em 3 principais formas. Você sabe quais são elas? Fique ligado neste post, pois nós vamos te mostrar uma por uma. Acompanhe!

O que é creatina?

A substância creatina fica concentrada nos músculos, ajudando a produzir o trifosfato de adenosina, também conhecido por ATP, o qual faz com que as pessoas tenham mais músculos e consigam retê-los no corpo.

A creatina é produzida naturalmente pelo organismo, porém, não em quantidades muito expressivas, o que faz com que as pessoas – em especial os atletas – utilizem suplementos dessa substância para obter um melhor desempenho muscular.

Qual é a função da creatina no corpo?

Sua função é produzir energia para os músculos. Quando eles são usados no dia a dia, na academia ou na prática de algum esporte, a creatina faz com que os tecidos musculares ainda tenham energia para continuar em pleno funcionamento.

Quando fazemos alguma dessas atividades, essa energia é gasta, e a creatina faz com que ela seja recuperada mais rápido ao produzir o trifosfato de adenosina. Além disso, quando uma pessoa utiliza um suplemento dessa substância, ela demora mais para chegar ao esgotamento do músculo, proporcionando mais força e resistência.

Quais são os tipos de creatina?

Existem diversos tipos de creatina que podem ser encontradas no mercado. Porém, algumas não têm a sua efetividade comprovada. Para te deixar ciente apenas do que é comprovado pela ciência, vamos abordar os três principais tipos de creatina. Veja só:

Monohidratada

A creatina monohidratada é a mais comum dos três tipos, pois é a mais fácil de ser produzida no mercado de suplementos. Para fazê-la, basta misturar a creatina com a água. Em termos gerais, ela também é uma das mais baratas, pois não demanda grandes processos de produção para que fique pronta.

Esse tipo de creatina é considerado, por muitos, o tipo mais eficaz, já que sua eficácia é traduzida na quantidade de energia que ela gera para os músculos. Entretanto, ela é a que mais demora para ser absorvida, o que não é um aspecto necessariamente negativo, uma vez que esse tempo não altera a intensidade dos efeitos da substância.

Micronizada 

A creatina micronizada é muito parecida com a creatina monohidratada. A diferença primordial entre as duas é que a micronizada tem as moléculas separadas em quantidades menores. Isso faz com que ela se espalhe e chegue aos músculos mais rapidamente que a segunda. Além disso, esse fator acaba a deixando um pouco mais cara.

Alcalina

Por fim, a creatina alcalina é a menos conhecida, pois não é tão fácil de ser produzida. A grande diferença desse tipo para os outros dois é que o pH da creatina alcalina é mais elevado. Isso deixa a substância um pouco mais estável e aumenta a sua absorção, também sendo um pouco mais cara que a creatina monohidratada.

Conhece os produtos oferecidos pela Corpo Ideal

A Corpo Ideal oferece os melhores suplementos do mercado para atletas e pessoas que não praticam atividades físicas de alta performance. A empresa trabalha com a venda de creatina em diversas opções de quantidade e estilo de suplementação. Entre em contato com a empresa e faça o seu pedido!

Deixe seu comentário