Fadiga muscular: o suporte do Whey Protein para melhorar o desempenho

Whey Protein

Atletas de musculação experientes sabem que a prática vai muito além do tempo que se passa no ambiente da academia. O cuidado com a alimentação e a suplementação são vitais para garantir os resultados esperados de um treino, seja ele para fins estéticos ou de saúde.

Um dos problemas mais comuns em pessoas que praticam musculação é a fadiga muscular. Por isso, a seguir, falamos sobre como algumas práticas – como a suplementação com o Whey Protein, por exemplo – podem evitar o desenvolvimento desse quadro.

O que é fadiga muscular?

A fadiga muscular, ou falha concêntrica, caracteriza-se pela sensação de fraqueza e cansaço extremo que ocorre quando um músculo é exposto a um esforço maior do que a sua capacidade permite. Ela é um mecanismo de defesa do corpo, que tem por objetivo prevenir lesões profundas.

Esse tipo de fadiga é mais comum em atletas de alto nível, mas pode acontecer com todos aqueles que realizam algum tipo de treino. Embora não represente um problema por si só, sua repetição inspira cuidados.

Músculos que estão fatigados precisam de mais atenção durante a prática de exercícios, pedindo atividades mais leves e de caráter regenerativo até que estejam em plena forma novamente.

Como ela pode afetar o atleta?

A fadiga muscular pode atrapalhar uma rotina de exercícios bem delimitada, já que o atleta precisará de tempo para se recuperar e, consequentemente, não poderá treinar em sua máxima capacidade.

Além disso, a fadiga deixa os músculos mais propensos a lesões mais graves e profundas, o que pode impactar o atleta em níveis que vão além do mero desempenho físico, limitando sua mobilidade e causando dores.

Compre: 100% Whey Refil Max Titanium

Quais medidas tomar para evitar a fadiga muscular?

O fenômeno está ligado a uma diversidade de fatores, sendo a maior parte deles de origem química, energética e neurológica.

Uma alimentação balanceada, hidratação consistente e períodos de descanso são importantes para a prevenção de quadros como a fadiga muscular. Existe, no entanto, um item extra, que pode fazer toda diferença: a suplementação.

Entenda melhor o uso do suplemento com Whey Protein e aminoácidos:

Preocupação com os aminoácidos

Existem dois tipos mais comuns de fadiga muscular: a central e a periférica. Ambas têm suas diferenças e particularidades, mas uma coisa em comum: o papel dos aminoácidos no processo.

As moléculas de aminoácido triptofano e branched chain amino acids (BCAA) são responsáveis por diversas transmissões importantes durante o treino, incluindo a síntese de serotonina.

Suplementação com Whey Protein

O Whey Protein é uma fonte proteica de fácil absorção pelo organismo e também é responsável por aumentar os níveis de aminoácidos, atuando diretamente no processo de recuperação muscular.

Mais do que qualquer outro suplemento, ele protege o músculo e acelera sua recuperação em casos de fadiga muscular. Além disso, o componente também agiliza o ganho de massa magra e permite uma progressão mais acelerada no treino.

Os diferentes tipos de Whey Protein disponíveis no mercado – como o hidrolisado, concentrado ou isolado – também permitem que uma variedade grande de pessoas, com objetivos distintos, possa consumi-los.

Nós temos um texto especial para aqueles que desejam saber como tomar Whey Protein. Confira nosso blog!

whey protein

Ganhe massa magra minimizando a fadiga muscular

Se o seu objetivo é ganhar massa muscular com saúde e evitar o risco da tão temida fadiga muscular, a suplementação é um ótimo caminho. No site da Corpo Ideal Suplementos, você pode encontrar diversas marcas e tipos de Whey Protein prontos para consumo.

A Corpo Ideal é uma loja especializada na venda de suplementos. Seja você um atleta de alta performance, ou alguém que ainda está dando seus primeiros passos, nós temos o suplemento ideal para que você alcance o próximo nível. Acesse nosso site!

Deixe seu comentário